iStock

Imagine uma luta entre palavras e fotos. As fotos ganhariam.

Mas por quê?

Há vários motivos, mas o mais importante é o fato de que processamos o visual muito mais rápido que o literário. As imagens desencadeiam emoções e, quando usadas no contexto do marketing, essas emoções acabam ficando intimamente associadas à sua marca. Além disso, estudos mostram que imagens são muito mais propensas a serem compartilhadas nas redes sociais.

Na verdade, se você quiser provar a predominância das imagens, basta reler a frase de introdução acima. Ela foi iniciada com uma imagem de uma luta de boxe. Que provavelmente lhe despertou o interesse e por isso você continuou lendo.

Imagens fortes e autênticas podem resultar em vitórias de marketing. Aqui estão 12 dicas para ajudar você a conseguir essas vitórias.

Descubra mais imagens de crianças se divertindo.

 

1. Toda imagem conta uma história

Ótimas imagens nos fazem sentir – frequentemente, elas nos provocam uma mistura de emoções. Algumas podem ser contraditórias e muitas podem não ser adequadamente descritas em palavras. From Love to Bingo (Do Amor ao Bingo), um filme da Getty Images pela Almap BBDO, mostra a jornada de um amor jovem até a velhice, usando 873 imagens do acervo da Getty Images. Conta uma história familiar, mas de maneira única e inesperada. Dura apenas um minuto e sete segundos, mas, durante esse tempo, vivenciamos sentimentos fortes e tangíveis.

Veja mais imagens de Miguel Navarro.

 

2.  Use imagens significativas

Estamos vivendo em uma época em que a enorme quantidade de dados disponíveis é muito maior do que poderíamos ter previsto cinco anos atrás. Analistas enfrentam uma batalha com a percepção da “sobrecarga de informações” e com a maneira como elas podem mudar o nosso comportamento. Assim, para que as imagens funcionem, elas precisam se destacar.

O Twitter percebeu isso ao introduzir as janelas de visualização na linha do tempo dos usuários. A ideia é que um espectador, ao ficar atraído pelo detalhe de uma imagem, clique nela para ver melhor. Como técnica de marketing, é simples, mas surpreendentemente bem sucedida. Ela diz: “Gosta do que vê? OK, clique para ver mais.”

Navegue pela nossa seleção de imagens premium mais recentes.

 

3.  Relacione aos valores da sua marca

Sua marca tem valores, então, por que não usar imagens para explorá-los? Isso não significa usar imagens entediantes e previsíveis várias vezes. Pelo contrário: use seu marketing para surpreender o espectador e explore novos territórios da marca. A Uniqlo organizou toda uma campanha publicitária no Pinterest, mostrando sua variedade de Dry Mesh. A campanha – que não custou nada do orçamento de mídia – apoderou-se do fato dos usuários do Pinterest adorarem rolar a página, além de ter previsto, de forma acertada, que muitos clientes da Uniqlo também estavam no Pinterest.

Descubra mais imagens que retratam trabalho em equipe.

 

4.  Deixe as imagens respirarem

De várias formas, uma foto é como um poema: o espaço em branco em volta faz com que ela se destaque mais. Uma única imagem ótima pode funcionar muito melhor do que um aglomerado de imagens boas. Esta foto de Kelvin Murray, de um bebê em frente a uma parede em branco, inicialmente, parece algo “incompleto”. Podemos nos perguntar: “para onde este bebê está olhando?” Mas depois que o texto é adicionado à parede, a imagem passa a fazer sentido. É simples, clara e, precisamente por causa desses valores, uma das fotos mais vendidas da Getty Images.

Veja mais imagens que utilizam espaços vazios.

 

5.  Mostre pessoas reais

Com o sucesso de plataformas como o Instagram, as fotografias sociais estão impactando fortemente as marcas. Algo que é muito importante em relação a isso é a crença de que quando vemos pessoas reais, vemos emoções reais. A campanha da Dove, Real Beauty Sketches e, mais recente, a sua campanha Selfie são ótimos exemplos de como percebemos de forma errônea a nossa aparência. A Dove conquistou grande atenção na mídia, além de um aumento nas vendas do produto. Fotógrafos e marcas cada vez mais tiram fotos para recriar sua autenticidade.

Veja uma seleção de imagens retratando a autenticidade feminina.

 

6.  Não faça com que seus elementos gráficos pareçam anúncios

Na indústria publicitária, muitos criativos dizem que o melhor anúncio é aquele que não parece nem um pouco com um anúncio. Há muita verdade nisso. Então, brinque com o inesperado: use a barra de download e experimente os formatos banner, skyscraper e MPU. Consumimos tanto conteúdo digital que uma variação inteligente do padrão entreterá e envolverá em um nível muito mais emocional. Os anúncios sobre sexo seguro do serviço nacional de saúde britânico são um grande exemplo de brincadeira com essas convenções. 

Descubra mais imagens premium para os seus projetos de marketing de conteúdo.

 

7.  Nomeie as imagens – especialmente se elas forem clicáveis

No mundo digital, se vemos algo que gostamos, naturalmente queremos clicar. No entanto, a grande irritação com o conteúdo digital surge quando os dados não são baixados adequadamente. O digital pode ser tanto gratificante quando frustrante. Quando não funciona, só indispõe o usuário.

Veja mais imagens futuristas.

 

8.  Dimensione as imagens adequadamente

Não se trata apenas do tamanho de exibição na página ou na tela, mas também do tamanho do arquivo. A imagem vai funcionar em tablets e smartphones? Como será a experiência do usuário? Visto que estamos lidando com uma grande concorrência de dados, as imagens precisam ser baixadas de forma rápida e consistente.

Navegue por mais imagens com a nova tecnologia digital.

 

9.  Não se esqueça da tecnologia móvel

O uso de smartphones está crescendo cada vez mais e, para muitas pessoas, é a principal plataforma de interatividade. No fim de janeiro de 2014, a BBC informou que mais de 1 bilhão de smartphones haviam sido enviados em 2013. Um aumento de 38% em relação ao ano anterior. Isso significa que não é suficiente desenvolver apenas para computadores e notebooks. É essencial testar o novo trabalho também em sites móveis e, desta forma, explorar novas e engenhosas soluções.

Descubra mais imagens de pessoas usando celulares.

 

10.  Seja positivo

Como regra prática geral, imagens positivas tendem a ser muito mais reenviadas nas redes sociais. Faz sentido: todos temos muito pouco tempo, então, por que não promover um conteúdo que eduque e divirta ou, se possível, faça as duas coisas?

Até recentemente, a publicação mais retweetada da história do Twitter era sobre Barack Obama abraçando sua esposa, Michelle, após ter sido reeleito. Em 2014, ela foi ultrapassada pela selfie da Ellen DeGeneres no Oscar. Não é coincidência que essas imagens sejam afetuosas e positivas.

Veja mais imagens de momentos felizes.

 

11.  Conheça seu público-alvo

Isso é uma grande verdade do marketing, especialmente quando se trata de imagens. É fundamental conhecer os setores do seu público-alvo que têm maior possibilidade de criar e fazer curadoria de imagens.

A rede móvel Three se aproveitou disso com um anúncio que mostrava um pônei Shetland fazendo o moonwalk. Eles sabiam, após terem visto no YouTube, que muitos usuários queriam fazer suas próprias versões. Então, convidaram-nos para fazer uma montagem do Pônei em que poderiam personalizar o anúncio. Até hoje, o anúncio já foi visto mais de 8,3 milhões de vezes no YouTube.

Navegue por mais imagens que representam um público-alvo.

 

12.  Teste o que funciona para você

O mesmo conselho não se aplica a todos. Descubra então o que funciona para você, para o seu público-alvo e para o seu produto.

Um ótimo exemplo disso é a campanha publicitária da Cape Times. Orgulhando-se de que “Você não poderia estar mais perto da notícia”, anúncios de jornal misturaram-se a selfies – um fenômeno bem moderno – com fotos históricas. Em uma execução, por exemplo, Winston Churchill foi visto “fazendo” uma selfie. Ao mesclar o antigo com o novo, a campanha foi uma ótima maneira de fazer com que o produto ficasse relevante para o público contemporâneo.

Navegue por uma seleção de imagens de Selfies.

 

Leve essas dicas com você – baixe o PDF agora. Veja uma seleção de imagens que representam os conceitos de histórias.

 

iStock Este artigo é de autoria da iStock. Acesse o site iStock.com.br para obter mais excelentes ideias sobre visuais para pequenas e médias empresas.