A rebeldia está no ar. Pessoas que inovam e visuais que rompem as barreiras tradicionais estão sendo amplamente adotadas, já que as preferências populares se tornarão mais ousadas.

Vamos todos saudar aqueles que são estranhos e diferentes. Enquanto somos mais impactados por imagens em massa replicadas e agregadas a artigos, nosso apetite por mensageiros únicos e visuais que se destacam aumentam com cada compartilhamento.  Aqueles com espírito anti-heroico e estilo extremo estão sendo celebrados mais facilmente pelas pessoas e o que antes era marginal, agora está se tornando mais dominante. Consumidores estão se tornando mais ágeis do que nunca sobre como conteúdo é fabricado e como empresas e governos funcionam, eles estão também recusando com mais frequência tudo que estiver cheirando estranho.

Não nos surpreende que é devido a este clima que os candidatos presidenciais dos EUA com um número crescente de simpatizantes são Donald Trump e Bernie Sanders, adversários políticos que apelam e tem atitudes diretas. No Reino Unido, o liberal Jeremy Corbyn foi eleito Líder do Partido Trabalhista. As estrelas pop Miley Cyrus e Justin Bieber recentemente lançaram imagens ousadas e parcerias musicais com The Flaming Lips, Scrillex e Diplo. E algumas das maiores estrelas femininas do entretenimento no momento são humoristas mulheres como Amy Schumer, Tig Notaro e as criadoras de Broad City, Abbi Jacobson e Ilana Glazer, todas que são louvadas por suas irreverências e aparências diferentes do estilo Hollywoodiano.

Menino usando fantasia de super-herói e terno de trabalho correndo

A sorte favorece a audácia, aparentemente, e marcas estão começando a seguir esta tendência.

Campanhas que usam demagogia com senso de humor e designs escandalosos estão chamando atenção. A empresa de bolsas Ethel + Frank lançou o seu site com slogan “Give No Fucks in Style” (Não dê a mínima em estilo, em tradução livre), usam modelos octogenárias usando peças de moda em neon. Apesar do Rebel Yell Bourbon existir desde 1849, eles decidiram que era hora de recriar a sua marca neste último ano ao fazer a seguinte declaração: “Tomadores de risco, quebradores de regras & barulhentos, UNIDOS!” A marca de moda do Reino Unido, Belstaff, lançou recentemente um pequeno vídeo “Outlaws”, apresentando David Beckham como um misterioso motociclista que encontra personagens em vinhetas surreais. Até mesmo o Bank of America está adotando o lado rebelde, contratando Billy Idol como porta-voz em comerciais dirigidos pelo ator cômico Christopher Guest.

Outras marcas excêntricas estão curtindo este momento também. Uma campanha recente da Trulia, um site de mercado imobiliário mostra pessoas em suas casas se satisfazendo com predileções peculiares, como jogar Scrabble nu e falar com voz de baleia, usando o slogan “Encontre uma casa onde você possa ser você mesmo.” O show bizarro de David Lynch, “Twin Peaks”, está sendo ressuscitado para uma nova temporada depois de 25 anos desde seu grande final.O comercial animado do Google Play com o músico Reggie Watts celebra seu passado como uma “criança esquisita”. Nós entramos em uma nova Era do Estranho.

Jovem afro americano elegante

 

Na Getty Images, nós vemos este ponto de vista crescendo continuamente em nossas imagens mais vendidas também. Em 5 anos, a busca de palavras-chave como “atitude” aumentou em 42%, “individualidade” aumentou 76% e “criatividade” aumentou 134%. Somos menos fracos, aparentemente, e favorecemos imagens que expressam o não conformismo ao usar cores berrantes, modelos não comuns e narrativas conceituais de esquerda do centro.

No próximo ano, nós esperamos ver um aumento em visuais que nos confrontam, que nos fazem acordar e nos forçam a olhar. E não podemos esperar para fazer ainda mais destas imagens provocantes por nós mesmos.

 

Explore mais imagens peculiares e rebeldes que inspiram a tendência Insurgente na Getty Images e iStock by Getty Images