O voto histórico do “Sim” na Irlanda sobre o Referendo de Igualdade de Matrimônio foi um sinal de mudança e aceitação em um país conhecido historicamente por ser conservador. Como um participante ativo desta causa, este foi um momento especial para o fotógrafo que mora em Dublin, David Levingstone.

“A campanha foi uma experiência sensacional e testemunhar a avalanche de “Sim” sendo gravado foi um dos melhores momentos da minha vida,” disse ele. “Isto deu permissão para que essas pessoas amem umas as outras de uma maneira mais confortável e aberta, algumas destas pessoas experienciaram isto pela primeira vez.”

Levingstone estava ansioso para capturar a felicidade na próxima Parada Gay, especialmente pois aquela seria a maior da história da Irlanda, com mais de 70 grupos de Igualdade do Sim desfilando além de dezenas de outros grupos.

Levingstone decidiu focar em alguns “novos irlandeses” que mudaram para cá de todos os cantos do mundo para representar a sociedade mais livre e multicultural que a Irlanda está se tornando. Ele alistou um casal irlando-brasileiro que ele havia fotografado mais cedo naquele mesmo dia.

“Eu queria mesmo capturar a sensação de celebração,” disse Levingstone. “A ideia era capturar momentos autênticos. Tinha conversado com o casal sobre o estilo e sensações que eu esperava deles e eles se entregaram com grande facilidade.”

Utilizando uma câmera Nikon D800, ele passou a maior parte da parada fotografando e andando de costas enquanto tentava acompanhar a passagem de mais de 75.000 pessoas que estavam desfilando. Apesar deste desafio, ele foi capaz de capturar um ambiente eletrizante. Uma de suas fotos acabou sendo apresentada em um artigo da MTV que se tornou viral no site Upworthy.

“Eu realmente espero que a publicidade e que fotógrafos como estes ajudem a comunicar a realidade e a normalidade de casais que se amam,” disse Levingstone. “Espero que ajude, mesmo que de uma maneira pequena, na caminhada contínua da igualdade e respeito, particularmente para aquelas partes do mundo nas quais ainda existe muita discriminação e opressão.”

Veja mais imagens comemorativas de Levingstone