iStock

Uma das principais vantagens de incorporar música é que ela traz relevância cultural junto a um determinado público. A Volkswagen fez isso recentemente ao produzir um comercial apresentando para o Youtube com a banda Walk Off The Earth, fazendo música usando várias peças do novo VW Beetle. Um grande número de pessoas conhecem a banda Walk Off The Earth pelo ​cover que eles fizeram de Somebody That I Used to Know, de Goyte que teve quase 157 milhões de acessos no YouTube. Com seu uso inovador da música, este anúncio mostra a VW indo ao encontro de um público mais jovem e nativo digital.

Mais do que qualquer outra coisa, a música constrói uma conexão emocional com o público. “Nossa reação a determinados tipos de barulho é algo tão profundo dentro de nós que não conseguimos desligar”, diz Philip Ball, autor do livro The Music Instinct (O instinto musical). “Compositores de trilhas sonoras para cinema sabem disso e usam esse conhecimento para pegar um atalho pela parte lógica do cérebro e ir direto até os centros emocionais.” Você pode não estar produzindo um filme, mas, quando está contando a história da sua marca, é útil ter essa visão cinematográfica.

A equipe da Getty Images Music trabalha com as marcas para escolher as músicas que atraiam o espectador. A seguir, seis fatores importantes para levar em consideração ao escolher músicas para o vídeo da sua marca:

1. Defina como a música dará suporte à sua mensagem.

A primeira pergunta a ser respondida é quanto à presença da música no vídeo. Ela será o aspecto mais destacado? Por outro lado, se há muito diálogo no vídeo, talvez você prefira que a música seja transicional ou de fundo. Estes dois exemplos darão uma ideia de como cada abordagem funciona.

A aclamada campanha Back to the Start do Chipotle fez da música um foco central do vídeo, usando o cover de Willie Nelson da música The Scientist, do Coldplay, para fazer um diálogo lírico para as animações. A escolha da canção transmitiu os valores sustentáveis e voltados à natureza da marca. Embora não haja narração em off em todo o vídeo, a letra da canção combina tão bem com as imagens que a mensagem fica clara e deixa uma impressão duradoura.

Com abordagem diferente, o vídeo Halftime in America da Chrysler usa uma música de fundo para espelhar a emoção em um monólogo de Clint Eastwood. Detalhando as dificuldades dos Estados Unidos, atingidos pela recessão, o discurso emocionante de Eastwood é acompanhado por metais baixos e, depois, quando ele passa da tristeza à inspiração, cordas ascendentes. A música é usada de maneira sutil, mas chama atenção para partes importantes da mensagem do vídeo.

A maior parte dos vídeos pertencem à segunda categoria, empregando narração em off e música de fundo. O segredo para o sucesso é usar a música para ressaltar a mensagem, não desviar a atenção dela. Na maior parte das vezes, isso significa usar faixas instrumentais de alta qualidade e variadas.

2. Combine com a personalidade da sua marca

Alinhar a música com a personalidade da sua marca pode ajudar a reforçar sua mensagem junto aos consumidores. Aparentemente, o spot Odyssey da Levi’s promove os Engineered Jeans, com o slogan “Freedom to Move” (Liberdade para se mexer). Mas vejamos as personalidades retratadas: elas dizem que quem usa Levi’s pode desafiar os limites das paredes, dos ambientes e até da gravidade. São pessoas rebeldes e independentes, e o drama da música reforça essa ideia.

Dito isso, conhecer a personalidade da sua marca é apenas a metade do caminho. Um elemento igualmente importante é atrair o seu público… e o público que você gostaria de formar. Que tipos de música atrairiam seus clientes?

3. Defina o tempo de vida do seu vídeo.

Alguns vídeos de marcas são feitos para serem exibidos por um período de tempo limitado, como parte de uma campanha curta ou da preparação para um evento. Nesse caso, usar música popular contemporânea pode ajudar seu vídeo a parecer “atual”. Por outro lado, vídeos focados em informações institucionais, manuais ou demonstrações de produtos são mais duradouros e podem se beneficiar do uso de músicas instrumentais que não ficarão datadas tão rapidamente.

4. Considere canções e artistas de estilos parecidos

Ao planejar o vídeo da sua marca, talvez você já tenha uma música famosa em mente. No entanto, os orçamentos de marketing nem sempre permitem que você use o último sucesso da Beyoncé. Nesse caso, tente explorar artistas do mesmo gênero musical que tenham sons ou estilos parecidos. A melhor maneira de começar a pesquisar pela faixa certa na biblioteca de música da Getty Images é, primeiro, reconhecer as características-chaves ou singulares da canção de que você gosta (por exemplo, gênero, clima, ritmo, vocais, instrumentos) e, depois, ajustar nossos filtros de pesquisa para refletir esses elementos. Também temos uma equipe de pesquisadores que podem encontrar uma música original que vá provocar a mesma sensação do artista ou banda que você esteja procurando.

5. Monte uma lista de reprodução

Como a Getty Images Music oferece mais de 180.000 faixas, use filtros como gênero, subgênero, clima ou vocais para refinar sua pesquisa.

Uma ótima ferramenta para manter o controle das suas seleções é a função Monte uma Lista de Reprodução. Ela permite que você faça a curadoria das faixas de interesse até tomar a decisão final. Ao adicionar as faixas continuamente, você consegue ter a percepção de como seus gostos estão se desenvolvendo e fazer comparações mais facilmente entre as opções. A funcionalidade de compartilhamento da lista de reprodução também facilita a colaboração com outros envolvidos no seu projeto de vídeo.

6. Decida de qual tipo de licença você precisa

Determinar os canais de distribuição do seu vídeo logo no início do projeto ajudará a definir a melhor solução de licenciamento. Pense desde o princípio em todos os locais em que você possa querer exibir seu vídeo — por exemplo, feiras de negócios, YouTube, site da empresa — para que a licença que você escolher seja tão abrangente quanto for necessário.

Outro fator relacionado ao licenciamento a ser levado em consideração é a exclusividade da faixa. Você quer ser a única marca associada a uma canção?

Principais lições:

  • Pense no objetivo da música. Se for para enfatizar uma narração em off, é melhor procurar por instrumentais variadas e de qualidade.
  • Combinar a música com a personalidade da sua marca é vital; mas também tenha em mente o que atrairá sua base de clientes atual e potencial.
  • Pense no tempo de vida do vídeo: a decisão entre ele ser uma novidade ou duradouro terá uma grande influência na sua escolha de música.
  • Se você gosta de um artista ou uma banda, mas eles não cabem no seu orçamento, os pesquisadores de música da Getty Images podem ajudar a encontrar uma faixa parecida.
  • Ao montar sua própria lista de reprodução, você pode compartilhar suas escolhas interna e externamente para colaboração e comentários.
  • Saber onde o vídeo será exibido é um passo fundamental para decidir qual licença será necessária.
Procure na coleção de músicas da Getty Images dentro de uma ampla variedade de gêneros, artistas e categorias.

 

iStock Este artigo é de autoria da iStock. Visite iStock.com para obter mais excelentes ideias visuais para pequenas e médias empresas.