Eles são tão importantes para as imagens quanto a Anna Wintour é importante para o mundo da moda.

Como parte da empresa líder mundial em mídia visual, nosso time global de pesquisadores criativos e diretores de arte entendem de imagens como poucas pessoas entendem, eles fazem previsões e produzem o tipo de imagens que sua marca precisará neste ano.

Eles analisam dados de milhões de imagens pesquisadas e licenciadas através da gettyimages.com e monitoram como elas são usadas em todos os setores incluindo publicidade e filmes, redes sociais e revistas. Quer saber quais caminhos o mundo visual está seguindo? Tome um cafezinho com a Pam Grossman, diretora de tendências visuais da Getty Images, e você se sentirá fascinado e inspirado.

Nesta mesma época no ano passado, Grossman e eu fizemos exatamente isto, e agora observando as previsões que ela e seu time fizeram é possível notar que eles acertaram em cheio.

Olhe para o Genderblend, por exemplo. Em 2015 no livro “Creative in Focus”, Grossman mencionou que o entendimento da sociedade sobre masculinidade e feminilidade estavam se tornando cada vez mais flexíveis, e que nós veríamos mais imagens que refletissem isto nos meses seguintes. E ela estava certa.

Em março, a cultura popular estava redefinindo as noções de gênero em uma grande escala, mesmo antes da entrevista de Caitlyn Jenner com Diane Sawyer. Publicitários notaram esta mudança também, e mesmo agora, as tendências não mostram nenhum sinal de que isto irá mudar mesmo com o início de um novo ano.

O mesmo se aplica a outras tendências que foram previstas para 2015, como por exemplo Wonderlust e Vanguardians, que terão fluxo durante o ano, tanto quanto acontece com as tendências da moda com o passar dos anos.

Então o que podemos esperar para 2016?

Aqui está um panorama geral de nossas tendências visuais de 2016, ou assista novamente ao nosso webinar para entender em detalhe o que esperar de acordo com Grossman:

Insurgente – Pessoas que inovam e visuais que rompem as barreiras tradicionais serão amplamente adotadas, já que as preferências populares se tornarão mais ousadas.

Extensão humana – Nossa noção do que é ser uma pessoa está se expandindo, enquanto usufruímos do poder da tecnologia em todas as áreas de nossas vidas. Os parâmetros entre homens e máquinas estão começando a se tornar distorcidos, e como resultado estão se tornando fascinantes.

Existência divina – Enquanto as marcas focam em valores, reflexões e revelações se tornarão o centro das atenções, e consumidores mudam seu foco para um tipo de consumo mais significativo.

 

Caos estético – As marcas irão se aproveitar do poder do feio, do bagunçado, do suado e de outras estéticas viscerais. É uma rebelião contra a organização do dia a dia que se revela no físico e na alma da natureza humana.

Silêncio x Barulho – Esta tendência dá espaço para consumidores, com suas emoções e espírito, respirarem e se reconectarem em meio à confusão do mercado.

Surrealista – Enquanto procuramos representar visualmente as vidas multifacetadas que experienciamos na era digital, as oportunidades para criatividade se tornam ilimitadas. Essa tendência tem como foco imagens gráficas surreais e brinca com ideias de infinidade, dualidade e multiplicidade.

Aprenda mais sobre nossas tendências visuais de 2016. Leia o livro ou Assista novamente ao nosso webinar.