De ‘Catcher in the Rye’ de Salinger ao filme da Bruxa de Blair, os públicos são cativados colocando-se no lugar da outra pessoa.

A câmera de mão tremendo é popular entre os diretores de cinema e TV, colocando o expectador dentro da história. Novas tecnologias estão levando a perspectiva imersiva ao máximo. A sociedade não está mais interessada em histórias contadas pela perspectiva do narrador. O ponto de vista subjetivo é imersivo e permite que o público experimente por si só como se estivesse de fato ali.

Controles pelo movimento dos olhos

Estão nos prometendo essa experiência através da tecnologia desde os anos de 1980, headsets de realidade virtual e controles de jogos pelo movimento dos olhos, mas só agora essas experiências estão se tornando realidade.

Perspectiva do eu

À medida que a tecnologia de câmera tornou-se cada vez menor em termos de tamanho e de custo, os criadores encontraram mais maneiras de popularizar este ponto de vista. Câmeras resistentes e duráveis gravam nossas quedas na pista de esqui. Os videogames de ponto de vista preenchem nossas horas de diversão, e o cinema com esta perspectiva de primeira pessoa lota as salas em todo o mundo.

Futuro dos óculos

Isso continuará a crescer em 2014. A Google deve lançar uma versão para o consumidor do Glass, um híbrido de óculos/computador/câmera que tira fotos e faz vídeos com a perspectiva do expectador. A GoPro lançou uma câmera que pode gravar vídeo de 4K a um preço acessível para a maioria dos consumidores.

De impensável a previsível

Câmeras de smartphones agora capturam a perspectiva do expectador com um nível de qualidade impensável há alguns anos. Com esses avanços, podemos esperar que essa técnica visual continue no futuro previsível.

Descubra mais imagens de um ponto de vista único

 

Sobre o autor

Bill Bon, Diretor de Arte Sênior, Getty Images

Desde 2005, Bill Bon produz e dirige sessões de fotografia e gravação para a Getty Images, que são usadas por clientes como Google, Comedy Central, Microsoft, GE, Forbes Magazine e The Guardian. Em 2013, ele foi vencedor do PDN Photo Annual, por direção de arte. Formado na School of Art and Design da University of Michigan, Bill também é fotógrafo e videomaker, trabalhando para clientes como Krups e Nespresso.