“As vezes, um pequeno detalhe só é notável depois que tiramos uma foto.”

Com o piscar de olhos, o fotógrafo Tim Flach recriou a lendária sábia coruja como algo muito mais criativo.

Flach queria que seu retrato se afastasse de como as corujas são tipicamente retratadas com seus olhos grandes e olhar curioso. Neste caso, é um pequeno mas significante detalhe que redireciona a narrativa: as pálpebras fechadas.

“Eu não queria que a imagem fosse previsível com aqueles olhos grandes e castanhos olhando diretamente para mim,” disse ele. “Tenho certeza que ela tinha lindos olhos, mas pensei que seu piscar seria ainda mais interessante.”

A coruja é apenas uma das criaturas fascinantes que Flach destaca em sua série fotográfica, “More Than Human” (Mais Que Humano), que explora maneiras diferentes que as pessoas caracterizam animais através de conceitos que são atribuídos a eles.

“Sempre tive interesse em como moldamos os animais. Sou fascinado sobre como nós atribuímos uma forma ou personalidade humana a eles e as histórias que criamos sobre eles,” disse ele. “A coruja se tornou um símbolo de sabedoria e curiosamente, ela não é um animal particularmente inteligente. É interessante que a metáfora contradiz isto.”

Flach, um fotógrafo Prestige da Getty Images, aprendeu a manter sua mente aberta ao abordar um ensaio fotográfico, já que trabalhar com animais pode ser muito imprevisível. A estratégia, diz ele, é se manter alerta aos momentos inesperados.

“O detalhe que você não percebe imediatamente pode ter um impacto ainda maior em nossa imaginação do que algo óbvio. Eu fiquei extremamente surpreso com a beleza das pálpebras, eu nem mesmo sabia que as corujas tinham pálpebras até o dia que fiz este ensaio,” disse ele. “Esta é a melhor parte da fotografia, ela permite que você examine um momento fragmentado que você não teria a oportunidade de observar em um momento comum,”

Um dos objetivos de Flach em seus retratos é personificar o animal, permitindo que o espectador encontre semelhanças convergentes. Nesta imagem, os olhos fechados da coruja e seus cílios luxuosos mostram uma qualidade humana que é chocante e cativante ao mesmo tempo.

“Com a maioria do meu trabalho, trato estes objetos de uma maneira que é associável a retratos humanos,” disse Flach. “Ao analisar um retrato animal como se estivéssemos olhando um retrato humano, isto permite nos conectar emocionalmente com estes temas e nos ajuda a definir quem somos como pessoas. Nós associamos os gestos da coruja e seus cílios a humanos e como resultado, formamos uma conexão. São estes pequenos detalhes que nos penetram.”

 

Veja mais retratos animais feitos por Tim Flach que provocam reflexão na gettyimages.com. Descubra agora.