“Parece absurdo que vivemos em um mundo onde este tipo de desigualdade existe. Mesmo se você pegar a pior perspectiva possível sobre a humanidade, você ainda pode entender o fato que todos estarão em uma situação melhor se as mulheres estiverem em uma situação melhor.” -MJ Delaney

Mesmo que já tenhamos percorrido um longo caminho na luta dos direitos das mulheres, existe ainda muita desigualdade quando se trata de igualdade de gênero que precisa ser eliminada.

Com esta missão sendo levada em conta, o Project Everyone, em parceria com a Getty Images, a Bill & Melinda Gates Foundation e SAWA Global Cinema Advertising Association, recriaram um vídeo incrível das Spice Girls “Wannabe” como parte do lançamento da campanha da Global Goals para Global Girls.  O vídeo representa as vozes de meninas e mulheres ao redor do mundo exigindo mudanças entre os problemas como educação de qualidade, fim do casamento infantil e igualdade salarial para trabalho igual.

A diretora nascida em Londres, MJ Delaney, foi selecionada para dirigir o vídeo e ficou muito feliz em estar envolvida com o projeto.

“Este trabalho foi como sonho para mim,” ela disse.  “Eu não só acredito piamente na mensagem do vídeo, mas eu também sou uma grande fã das Spice Girls. Eu tinha 9 anos de idade quando “Wannabe” foi lançado e aprendi sobre a força das mulheres.”

O mantra sobre força das mulheres ficou ligado a ela desde sua infância e é uma atitude que ela acredita ser predominante dentro de sua geração.

“Eu não acho que é uma coincidência que meninas que cresceram com as Spice Girls são agora as porta-vozes dos grupos feministas que já tivemos em décadas. Como crianças, nós digerimos os temas de empoderamento feminino e agora, como adultas em um mundo injusto quando se trata de igualdade de gênero, existe um motivo pelo qual somos feministas orgulhosas e nos esforçamos para mudar as coisas,” disse Delaney.

“Eu acho que a influência da força das mulheres não deve ser subestimada,” disse ela. “Ela deu a minha geração de mulheres uma perspectiva que eu vejo ser refletida entre as minhas colegas — uma sensação real de apoio a outras mulheres e não só vendo umas às outras como competição, mas sabendo o valor e poder em amizades e alianças.”

Ao selecionar o elenco para o vídeo, era importante para Delaney que mulheres de todo o mundo fossem representadas e que o vídeo tivesse um impacto na diversidade do público.

“Quando eu entrei neste projeto, um dos meus objetivos principais era garantir que as mulheres do elenco fossem mulheres famosas do mundo todo que trouxessem suas próprias legiões de fãs,” disse ela. “Eu acho que estes tipos de filmes tendem a criar pouco furor no Ocidente, mas não tem nenhuma tração ou ganho em audiência em países que eles falam em nome, então era importante trazer estrelas da Índia, Nigéria, África do Sul e também dos EUA, Reino Unido e Canadá.”

Delaney também queria que o vídeo prestasse uma homenagem ao vídeo original, enquanto ainda oferecendo uma sensação contemporânea e que o público de hoje pudesse se associar.

“Eu adorei criar este vídeo e por ser uma grande fã das Spice Girls, eu queria honrar o que eu amava sobre o vídeo original. Nós incluímos pequenos detalhes por todo o vídeo, como recriar as escadas do hotel do videoclipe e incluir o ônibus e partes da coreografia. Contudo nós fizemos algumas mudanças, principalmente quando se trata das atuações. Eu falei para todas as meninas que eu queria que elas tivessem uma atitude quase que agressiva. Nós queríamos que estas meninas exigissem estas mudanças que já deveriam ter acontecido há muito tempo,” disse Delaney.

“Com certeza tivemos muita força feminina que foi colocada na criação desde vídeo, incluindo o produto final. Todas as idades, etnias, estilos e diferentes origens — foi uma verdadeira colaboração de mulheres individuais e diferentes, o que eu acredito ser o verdadeiro espírito das Spice Girls.”

Não só o elenco foi completo por um grupo de mulheres fortes e diverso, mas a equipe de produção em sua grande maioria também foi composta por mulheres, incluindo a fotógrafa da Getty Images Reportage, Veronique de Viguerie, que tirou retratos das mulheres e também fez imagens por trás das câmeras.

Apesar dos desafios ao fotografar em três continentes diferentes, elas conseguiram criar um vídeo poderoso e importante que Delaney espera contribuir e resultar em mudanças.

“O objetivo é contribuir com o compromisso da Global Goals em criar igualdade de gênero até 2030,” disse ela, “mas eu também tenho esperança que o vídeo crie uma voz unificada. Existem muitas porta-vozes femininas hoje em dia, o que eu acredito ser encorajador e importante, mas eu acho que é importante unir como uma voz internacional entre países e continentes para que mulheres possam falar sobre igualdade de gênero como um só ser.”

 

Veja mais imagens do ensaio da Global Girls na Getty Images