iStock

O vídeo oferece às pessoas uma experiência diferente da leitura. A maioria dos usuário online lê superficialmente uma página, mas com o vídeo é tudo ou nada.

Ou você vê e ouve, ou não – não há meio-termo. Além disso, as pessoas ficam ligadas enquanto está rodando – é muito mais difícil pular e perder um ponto importante do que com o texto. Os usuários recebem mais informações mais rapidamente em um vídeo e pode ser muito mais fácil e mais rápido gerar uma resposta emocional do seu público. Os vídeos podem também deixar memórias duradouras. Eles podem mudar a maneira como seus usuários interagem com seu conteúdo e com a sua marca.

Maior envolvimento

A consultoria de SEO Moz.com concluiu que as postagens em seu blog com vídeo têm um tempo médio no site de 5 minutos e 29 segundos, enquanto postagens sem vídeo têm um tempo médio no site de cerca de 5 minutos. Concluíram também que postagens com vídeo tinham mais curtidas no Facebook, receberam mais tweets e tiveram mais Google +1s. Os usuários passaram 88% mais tempo em um website com vídeo.

Maior conscientização de marca

Adicionar um vídeo a anúncios de rich media produz um aumento de 1,7% na conscientização da marca e aumenta a impressão favorável da marca em 5 vezes.

Maior número de conversões

O vídeo é uma ferramenta poderosa, como se vê em nosso infográfico – “Por que sua marca precisa de vídeo“.

Aqui estão algumas das principais estatísticas que mostram o poder do vídeo:

  • 96,3% de aumento nas taxas de cliques em e-mails que incluem vídeos
  • 80% de aumento de conversão para páginas iniciais que incluem vídeo
  • As páginas iniciais que incluem vídeo têm 53% mais probabilidade de aparecer na primeira página do Google.

Aumento dos negócios

Ao tentar descobrir o que fez a diferença entre as firmas profissionais de alto crescimento e as de crescimento médias, um estudo com 500 empresas descobriu que as empresas de alto crescimento estavam usando as ferramentas de marketing online com mais eficácia. Nas categorias de conteúdo Premium, como artigos e vídeos, as empresas de alto crescimento usavam melhor essas táticas, com uma pontuação de eficácia de 5,5 contra 4 das médias empresas. Além de gerar novos leads, eles também ajudaram a informar os clientes potenciais e a mostrar que a empresa poderia ajudá-los a lidar com seus desafios.2

O que as grandes marcas estão fazendo

As grandes marcas têm sido rápidas em perceber as oportunidades. Cerca de 99% das 100 principais marcas globais adotaram o YouTube –  existe apenas uma marca importante que não tem um canal no Youtube. Elas investiram em torno de US$ 5,1 bilhões na criação de ativos de vídeo. Desde o lançamento do YouTube, essas marcas publicaram 258.000 vídeos através de 1.378 canais do YouTube, atingindo 9,5 bilhões de exibições. Há uma forte correlação entre as empresas que produzem mais vídeos e aquelas que são mais vistas. Mas, adverte o Relatório de Pixability de onde saíram essas estatísticas, muitas das marcas não conseguem atingir seu público porque se concentram mais em fazer os vídeos e não se dedicam suficientemente a fazer o marketing desses vídeos.

Social e compartilhamento

O compartilhamento se tornou a nova moeda online. Em torno de 25% dos usuários da Internet nos EUA compartilham ou repostam vídeos que encontram em sites sociais. Facebook e Twitter estão entre as fontes mais importantes de tráfego no YouTube para as 100 maiores marcas globais. Portanto, se você estiver carregando vídeos, deve promovê-los claramente nas plataformas sociais.

Vantagens do SEO

Na página de resultados do mecanismo de pesquisa do Google, as imagens miniatura do seu vídeo podem aumentar a taxa de cliques. Elas são conhecidos como rich snippets e mostram se você incluiu o vídeo no seu site da maneira certa e com a marcação técnica correta. Além disso, vale a pena lembrar que o YouTube é o segundo maior mecanismo de busca do mundo, depois do Google. Se você não estiver lá, não será encontrado – e o vídeo ajuda a gerar conscientização de marca, indicações e potencialmente conversões e vendas.

Vantagens de longo prazo

O vídeo tem uma longa permanência. O YouTube tem um impacto de marketing mais duradouro do que outras formas de mídia social para as 100 marcas globais mais importantes. Embora 40% das visualizações ocorram nas primeiras três semanas de disponibilidade, mais de 30% das visualizações agregadas do vídeo ocorrem 12 semanas após a publicação.

Por que e quando usar o vídeo

A regra básica para o vídeo é mostrar, não dizer. Ele funciona melhor quando é mais fácil ver alguma coisa que descrevê-la em um texto. É mais fácil ensinar uma criança a amarrar o sapato mostrando do que explicando como fazer. Para obter o máximo do vídeo, você precisa compreender como aplicar esse princípio à sua marca – assistir e ouvir uma banda tocando sua nova música, ver destaques de um novo videogame ou dar uma olhada em um novo carro são todos usos óbvios. Mas como você pode aplicar isso ao seu produto ou serviço? Guiar um potencial comprador novo pela operação do seu sistema, mostrar uma situação antes e depois, destacar os recursos e benefícios de seu produto ou serviço, isso funciona bem na forma de vídeo. É uma boa maneira de ajudar os usuários a compreender produtos complexos – como tecnologia.

Mas, você também pode ser engraçado e diferente. A Blendtec é famosa pela sua série de vídeos “Will It Blend?” (Será que mistura?). Os vídeos mostram como o liquidificador é uma máquina poderosa, dando ao usuário confiança em seu desempenho em uso normal na cozinha. Eles também incentivam a interação pedindo sugestões sobre o que devem tentar liquidificar.

Como você poderia usar vídeo?

Pense em como você poderia usar vídeo em sua situação. Pense em sua ideia para o conteúdo – ela perderia se fosse expressa apenas com palavras e imagens? Se esse for o caso, o vídeo é provavelmente a mídia certa. As principais indústrias que estão mais ativas no YouTube são:

  • meios de comunicação
  • tecnologia – tanto B2C quanto B2B
  • automotiva

Você deve também pensar no público para quem está produzindo o vídeo e onde ele se encontra no funil de conversão.  De acordo com o estudo da Pixability, conteúdos curtos são mais adequados para consumidores que estão no alto do funil de marketing, enquanto conteúdos mais longos têm melhor resultado para aqueles que estão mais avançados na jornada de compra.

Veja os fatos e números sobre os benefícios do uso de vídeo em nosso infográfico.

Para visitar a coleção de vídeos da Getty Images em uma ampla variedade de categorias editoriais, criativas e de arquivo clique aqui

 

iStock Este artigo é de autoria da iStock. Visite iStock.com para obter mais excelentes ideias visuais para pequenas e médias empresas.